Um espaço em construção


Dizer quem somos é algo complexo, visto que, muitas vezes o que somos para nós não somos para os outros devido aos vários olhares que nos enxergam, cada qual, com seus conceitos.



Muitos quando me conhecem de alguma forma, por várias vias de comunicação logo perguntam quem eu sou, por isso resolvi criar um link somente para falar sobre isso.



Bem, na verdade eu sou um cara simples, um discípulo seguindo o Caminho da Verdade em liberdade, o que mais amo é a minha vida no Caminho, pois sem isso não ha vida, o que ha é morte com aparência de vida, o que torna o existir uma mera aparência.



Em meu cotidiano eu atuo como educador (professor de geografia), área em que sou graduado e possuo especialização, e atualmente estudante de ensino religioso. Gosto de me divertir com os amigos nos fins de semana, gosto de ouvir e dançar (de preferência música sertaneja), gosto de cinema, de teatro, do meu Vasco e do Tupi de Juiz de Fora que tenho oportunidade de acompanhar seus jogos no estádio e de tudo de bom que a vida nos oferece, principalmente com a companhia de minha namorada que amo e me da apoio em tudo, sendo uma esposa, independente de cerimônias humanas.



Enfim, sou um ser humano como outro qualquer, doa a quem doer, afinal o baile do Pai não é um baile de máscaras, no texto abaixo falo um pouco mais sobre mim, um espaço em construção:


_________________________




É assim que me sinto, um espaço em construção, sempre!




Eu fico muito feliz quando alguns de meus amigos, muito que já me conhecem de longas datas me dizem que estou mudado, isso é uma dádiva na vida de todo ser humano, isso porque reconhecer que certos paradigmas que antes faziam parte de nossa existência hoje já não fazem mais sentido é algo espetacular, e o simples fato de poder tomar outros rumos e andar na contra-mão da moral e dos sistemas criados da sociedade e da religiosidade a fim de andar na mão única do evangelho que é Cristo onde temos vida em abundância é uma decisão somente para aqueles que compreenderam as dinâmicas libertadoras do evangelho, assim podem caminhar pelo Caminho e confiados na Graça, já que isso é a única coisa que o homem precisa, o resto são coisas que vão se acrescentando na vida, por isso o apóstolo Paulo diz: "A tua Graça me basta..."




É uma maravilha podermos caminhar em consciência e seguindo somente a lei que está escrita em nossos corações, (Rom. 2:15), não tendo que dar satisfação de nada para ninguém, nem mesmo ao policiamento religioso.




Assim, esquecendo-me das coisas que para trás ficam eu parto para as que estão diante de mim, com o mesmo espírito do evangelho que Paulo discerniu ao proferir estas palavras, assim, faço de suas palavras as minhas.




Desta forma, à cada dia estou em construção, assim como o espaço geográfico, onde pela ação dos agentes geológicos, incluindo o homem que hoje é o maior agente, à cada dia é modificado, assim sou eu e todos aqueles que já discerniram e interiorizaram a mensagem de vida que está em


Cristo, assim, sou modificado pela Vida que tomou o meu ser, e hoje posso dizer que já não sou eu quem vivo, mas é Cristo quem vive em mim.




Assim, deixando de lado tudo o que já está morto, procuro sempre a Vida na vida em todas as formas de manifestação, nunca como algo restrito, ou uma visão limitada trancafiada em quatro paredes.




Eu escolhi trilhar o Caminho da simplicidade, sabendo que este é estreito pois é somente um, Cristo Jesus, crescendo sempre em consciência na Graça, que é a verdadeira santidade do Evangelho, deixando assim de lado todo o embaraço que ora estava à minha frente, agora com as barreiras derrubadas já não há mais nada e nada pode me separar do amor de Deus que está em Cristo.




Deus é Amor e ponto eterno, Deus é Vida e pronto, o que é, é, portanto experimente este amor e viva esta vida, sem fobias e sem nada, lembre-se que antes mesmo que O escolhêssemos foi ele que nos escolheu.




Assim, viva "A Vida com sabor de Graça e a Graça com sabor de Vida"




Sem isso a vida não tem sentido




Nele, que dá um novo sabor ao viver de quem O conhece como Vida,




Luciano Costa