Descartando os malas e parasitas a fim de colher relações saudáveis.



Em um certo momento da vida, ao adquirirmos um certo nível de maturidade, começamos a questionar algumas relações, seja de amizade, de coleguismo e outras relações sociais presentes no nosso cotidiano.

Dessa forma começamos a verificar que existem muitos malas e parasitas que muitas vezes desejam sugar o nosso sangue. Isso é algo perceptível facilmente ja que as máscaras sempre caem e através de um gesto de traição todo o caráter ora camuflado se apresente em sua real forma.

O que fazemos se encontramos um carrapato enorme preso em nossa pele, quem teria coragem de deixá-lo sugando o sangue e incomodando sempre com sua presença que não traz nada de saudável, onde apenas uma das partes é beneficiada e a outra é prejudicada.

A maturidade que aumenta a cada dia nos faz pensar e nos dedicar a coisas saudáveis, onde a reciprocidade dos benefícios de um relacionamento se faz sempre presente.

Muitas vezes na vida se torna melhor "abandonar" as malas-sem-alça para que um viver livre, leve e solto se instale e para que os aborrecimentos desnecessários oriundos da tensão provocada em certos momentos não nos desgaste de forma avassaladora.

Se alguém acha que estou sendo muito radical, pode continuar achando, porém, uma coisa é certa, não ha nada de melhor na vida do que uma consciência limpa e viver livre dos parasitas.

Eu aprendi que são poucos os amigos, muitos os colegas e que os parasitas de que falo podem estar presentes em um desses grupos, ou até mesmo entre familiares e pessoas mais próximas.

Que eu possa sempre viver de forma saudável, podendo sempre confiar de forma incondicional naqueles em quem percebo que são dignos de tal confiança.

Que a cada dia eu possa enxergar e me livrar de mais e mais parasitas, traidores e malas, verdadeiros "judas" de nossa existência que tem para si muito mais os valores materiais do que a amizade e o amor verdadeiros que somente são produzidos em corações que percebem a verdadeira riqueza desta vida.

Que Deus me livre de todo mal e continue me fazendo enxergar a trilha a ser seguida nessa existência.

Muito obrigado Senhor!

Luciano Costa