Comentando a notícia: Lula diz querer Olimpíada no Rio para 'os pobres'

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta sexta-feira, que espera ver o Brasil vencer o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2016, para fazer uma Olimpíada democrática que será assistida pelos “pobres” da América do Sul.

“Estou convencido que o Rio de Janeiro precisa fazer esta Olimpíada e estou convencido de que o Brasil, mais do que qualquer outro país, tem o direito de fazer”, disse.

“Somos um país que tem fronteira seca com vários países da América do Sul, portanto temos a chance de fazer com que os pobres do mundo, que não têm chance de ver uma Olimpíada, possam ir ao Brasil assistir a uma Olimpíada”.

“Se você escolher qualquer assunto, qualquer tema, o Brasil estará entre as dez maiores economias do mundo em qualquer tema, portanto nós temos o direito de reivindicar”, disse, convicto, o presidente.

Apesar do custo bilionário de uma Olimpíada - a de Pequim, por exemplo, saiu por US$ 40 bilhões (cerca de R$ 64 bilhões) - o presidente Lula não vê incompatibilidade entre o valor dessa empreitada e o fato de o Brasil ainda ser um país em desenvolvimento.

“Primeiro, um evento da magnitude de uma Olimpíada nós não temos o direito de ficar olhando apenas quanto custa, nós temos que lembrar os benefícios que isso traz para um país do ponto de vista esportivo, do ponto de vista dos investimentos em infra-estrutura”, afirmou.

“E muito mais importante, nós temos que lembrar do legado que fica para o povo quando terminar os Jogos”, defendeu Lula.

“O desafio do Rio de Janeiro é mostrar que os Jogos vão deixar um legado para a comunidade”, afirmou aos jornalistas brasileiros.

Lula ainda negou que a questão da segurança seja um problema para o Brasil e disse com convicção que “no Brasil não tem terrorismo”.

Fonte: www.bbcbrasil.com.br

_____________________________

O que posso comentar sobre a aberração narrada acima, aliás, mais uma do nosso presidente.

Depois de ouvir a comemoração por parte de alguns governantes, nessa mesma semana, comemorando a redução do índice de pobreza no Brasil (pessoas que passaram a ganhar um grandioso salário, acima de R$207,50 mensais), atribuido principalmente aos programas sociais do governo, ingressando na "classe média emergente".

Parece até piada, mas são coisas do nosso Brasil.

Agora essa das olimpíadas para "os pobres" no Brasil.

Que perversidade! O pior de tudo é querer manter a pose de "governo populista" com uma declaração bizarra como essa.

Olimpíadas no Brasil seriam mais uma ação "DEMO-crática".

Gastar cerca de R$64 bilhões em uma olimpíada, enquanto os serviços sociais básicos não são cumpridos e ainda dizer que seria importante para a infra-estrutura. Fala sério!

Quantos postos de saúde, quantas escolas, quantos batalhões de polícia poderíamos treinar adequadamente, quantos empregos poderíamos gerar com todo esse montante? É incalculável.

É incrível a dificuldade de destinação de recursos para esses fins no Brasil, enquanto para uma olimpíada tudo é tão simples.

Sr Lula, estou certo de que os pobres do Brasil e da América Latina possuem outras prioridades, as olimpíadas não vão poder alimentá-los, nem deixá-los saudáveis, nem protegê-los.

Quanto a declaração de que os jogos no Rio deixariam um legado para a comunidade, prefiro não comentar tamanha idiotice.

Ainda dizer que o Brasil não tem problema quanto a segurança e que "não existe terrorismo no Brasil" é hilário.

Nosso maior terrorista ainda é o próprio sistema excludente, na relação dominantes/dominados e o descaso do Estado em prol da sociedade a fim de favorecer o capital, provocando uma política de mal estar social, algo estrutural que dificilmente será solucionado.

Para ver o terrorismo no Brasil, basta ir em busca de um bom atendimento público em hospitais, basta ligar para a polícia militar e solicitar ajuda, basta ir a uma escola e procurar livros e outros materiais didáticos nas bibliotecas, basta olhar para o salário da maioria no fim do mês e as necessidades a serem supridas, basta ir a uma favela ou debaixo de viadutos para encontrar os "indigentes" e coisas semelhantes.

Aliás, além de terrorismo, é um inferno, produzido pelo "ladrão" que vem para roubar, matar e destruir.

Pensem nisso!

Luciano Costa