A facilidade de governar (Para os candidatos em campanha).

No período pré-eleitoral, podemos acompanhar em rede nacional a duas sessões diárias de humor. Trata-se de um humor negro, isso mesmo, já que temos como protagonistas aqueles que nos representarão (será?).

Como podemos chamar de "nossos representantes", aqueles que sequer lutam ou buscam realizar aquilo que a maioria de uma sociedade necessita?

Como podemos chamar de democracia uma eleição em que os mais abastados financeiramente sempre vencem devido aos grandes investimentos em campanha política ou pelo tempo na TV proporcionado pelo partido em que pertencem?

Até mesmo a campanha eleitoral é "DEMO-crática", como quase tudo na sociedade capitalista de classes onde a ditadura do capital dita as relações sociais.

Alguns detalhes me chamaram muito a atenção ao assistir alguns programas durante este ano:

A facilidade pela qual os candidatos a prefeito tratam dos assuntos, temas relevantes como saúde, educação, segurança, etc.. tem os mesmos enfoques, todos sabem das necessidades, inclusive em administrações anteriores, porém, nada ou pouco se fez.

Na propaganda eleitoral gratuita (e mentirosa), muitos apontam soluções para todos os assuntos, uma forma simples de revolver tudo "É só fazer a ligação", palavras de um candidato à prefeitura de JF se referindo a como desafogar o trânsito da cidade, não permitindo que veículos que venham de outros municípios passem pelo centro para irem a outros bairros. É bom lembrar que o problema do trânsito algo que ja vem sendo tentado a anos.

Para a saúde, falam em construir vários hospitais na cidade, todos sabemos que os que temos não possuem um mínimo de estrutura, principalmente nas UBS's, assim, melhorar o que ja temos seria o primeiro passo, ao meu ver, muito melhor e mais barato do que construir outros sem estrutura, porém, o público eleitoral gosta é de promessas e quantidade e não de qualidade e eficiência.

Na propaganda dos vereadores, é ainda pior me recuso a assistir, prometem de tudo, como se tivessem o poder enquanto vereadores para fazer e desfazer o que querem.

O pior é que muitos nem sabem o papel de um vereador em um município, da para perceber pelas falas, não tem um mínimo de noção de administração pública que são necessários para um mandato sério.

Estes exemplos que eu citei são apenas alguns das sessões diárias de humor.

Enquanto isso, a população está confusa e faltam debates lúcidos entre os candidatos à prefeitura de JF.

As campanhas políticas são, nesses moldes, uma fábula a favor dos candidatos e contra os eleitores, visto que, não existem meios legais de cobrar tudo o que foi prometido anteriormente, e os candidatos não precisam provar a possibilidade da realização de algumas promessas, assim fica fácil iludir.

Se tudo fosse tão fácil, o Brasil ja teria todos os seus problemas resolvidos.

O grande e maior de todos os problemas é que os problemas são estruturais e não conjunturais e muitos vivem a se aproveitar das necessidades dos outros.

O individualismo mata alguns indivíduos.

Não existe possibilidade de mudar a realidade de um país, estado, cidade, etc.. se antes não for mudada a sua forma de pensar e agir.

Enquanto os que "nos representam" não nos representarem de fato, apenas lutando pelos interesses de um pequeno grupo, nada vai mudar. Infelizmente.

Pense muito bem antes de votar já que a existência não é um programa de humor.

Luciano Costa